top of page

OMF E CENTRO PALMARES PROMOVEM 1ª OFICINA DE EDUCAÇÃO MENSTRUAL EM CAMPINAS



Na última terça-feira, dia 30 de maio de 2023, ocorreu em Campinas a primeira oficina de educação menstrual após a assinatura do Pacto pela Dignidade Menstrual. Cerca de 20 mulheres do Instituto Padre Haroldo participaram de um processo formativo conduzido pela Organização Mulheres de Fases (OMF), que abordou temas como o conceito de menstruação, ciclicidade, a natureza dos corpos femininos, acesso aos produtos de higiene menstrual e os impactos da falta de dignidade menstrual na vida social, especialmente na luta pela igualdade de gênero.


Durante o processo formativo, as participantes receberam materiais educativos sobre educação menstrual, elaborados pela OMF em parceria com o Centro Palmares, além de kits de absorventes ecológicos. A OMF destacou a importância do Centro Palmares como um parceiro fundamental na consolidação do debate sobre a dignidade menstrual em todo o território nacional. Segundo a presidente da OMF, Sra. Luciana Teixeira:

"A participação do Centro Palmares como um dos signatários do Pacto pela Dignidade Menstrual fortalece a agenda no Estado de São Paulo e amplia o debate para outros estados brasileiros.

A assinatura do Pacto pela Dignidade Menstrual representa um avanço significativo na garantia dos direitos e na promoção da igualdade de gênero. Através de ações como a realização de oficinas de educação menstrual, a sociedade busca conscientizar e educar sobre a menstruação, rompendo tabus e superando estigmas relacionados a esse ciclo natural do corpo feminino.


A iniciativa da OMF em parceria com o Instituto Padre Haroldo e o apoio do Centro Palmares demonstra o compromisso das organizações em promover a inclusão e o respeito às mulheres, garantindo o acesso a informações e recursos essenciais para uma vivência saudável e digna durante o período menstrual.


Espera-se que a realização dessa primeira oficina de educação menstrual em Campinas seja apenas o início de um movimento que se expandirá por todo o país, contribuindo para a transformação de mentalidades e para a construção de uma sociedade mais igualitária, livre de estigmas e preconceitos ligados à menstruação.

124 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page