top of page

CAMPANHA NACIONAL CONTRA VIOLÊNCIA NO CAMPO ESTÁ CONTRATANDO COMUNICADOR(A) SOCIAL



A Campanha Nacional Contra Violência no Campo está com uma vaga aberta para a contratação de um(a) comunicador(a) social para integrar sua equipe executiva. Com sede em Brasília/DF, a Campanha busca fortalecer suas ações e iniciativas no combate à violência no campo.


O(a) comunicador(a) terá como principais responsabilidades e atividades a gestão e execução das ações de comunicação, incluindo monitoramento e avaliação de resultados em colaboração com o Grupo de Trabalho de Comunicação da Campanha. Além disso, será responsável pela produção de conteúdo, especialmente texto e fotografia, gerenciamento de redes sociais e canais de comunicação, assessoria de imprensa, relacionamento com fornecedores e interlocução com organizações parceiras e comunicador@s populares dos territórios. A contribuição na organização, registro e divulgação das atividades da Campanha também faz parte das atribuições, assim como o acompanhamento do planejamento e das atividades em geral.


Para se candidatar, é necessário possuir graduação em Comunicação Social, com habilitação em jornalismo sendo desejável, conhecimento do pacote Office, Google Drive, plataformas de transmissão como Zoom e Stream Yard além da elaboração de conteúdo visual.


Em relação à experiência, é exigido um mínimo de 2 anos de trabalho com organizações e movimentos sociais atuantes no campo da justiça ambiental e/ou direitos de povos indígenas, comunidades tradicionais e camponesas. Experiência em temáticas relacionadas às ações da Campanha, bem como em rotinas de comunicação, produção de conteúdo, assessoria de imprensa e gerenciamento de redes sociais também são requisitos.


Conhecimento da realidade brasileira e das dinâmicas agrárias, capacidade de articulação política, abertura para o trabalho em equipe, sensibilidade no diálogo com lideranças e experiência com comunicação comunitária ou educação popular são características desejadas. Conhecimento de inglês e/ou espanhol também é considerado um diferencial. A campanha valoriza a diversidade e a inclusão, dando relevância à contratação de mulheres, pessoas negras, LGBTQI+ e indígenas.


Os interessados devem enviar seu currículo pessoal e um texto informativo de autoria própria até o dia 20 de junho para o e-mail contraviolencianocampo@gmail.com, com o assunto "Seleção Comunicação da Campanha Nacional Contra Violência no Campo". É recomendado o envio de portfólio ou outros materiais que possam demonstrar a experiência do candidato, especialmente em texto e fotografia.


Os selecionados serão informados até o dia 26 de junho e entrevistas serão agendadas posteriormente. O regime de contratação é de prestação de serviços com emissão de nota fiscal mensal, com uma carga horária de 20 horas semanais em regime híbrido (virtual e presencial). É necessário ter disponibilidade para estar presente no escritório da Campanha Nacional Contra Violência no Campo em Brasília em alguns dias da semana. O contrato de trabalho terá prazo determinado até dezembro de 2023, com possibilidade de renovação após avaliação. A previsão de início das atividades é para o dia 15 de julho de 2023.

29 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page