top of page

Centro Palmares acompanha visita técnica da SEPROMI e INCRA aos quilombos Sítio Roseiral e Morro do Miriqui



Na manhã de hoje (23), uma equipe da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial e dos Povos e Comunidades Tradicionais (SEPROMI), acompanhada por representantes do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), realizou uma visita técnica aos quilombos Sítio Roseiral e Morro do Miriqui. O objetivo da visita foi conhecer e orientar os moradores sobre o processo de delimitação de terras, além de discutir questões relativas à integração de posse das áreas quilombolas.


Durante a visita, os técnicos explicaram como o processo de delimitação territorial é realizado, destacando a importância de um relatório preciso para a formalização das posses. Raiana, Presidente do Sítio Roseiral, participou ativamente das discussões, enfatizando a necessidade de clareza e suporte técnico para a comunidade. "Precisamos entender como eles podem nos auxiliar a explicar o processo de delimitação da terra", afirmou Raiana.


Da esquerda pra direita, Raiana, Presidente do Quilombo Sítio Roseiral e representantes do IINCRA e SEPROMI


Um dos pontos importantes foi a sugestão de retificação da certidão do quilombo Morro do Miriqui. A ideia é incluir oficialmente o Sítio Roseiral como parte integrante do território do Morro do Miriqui, devido a uma divisão histórica que gerou dois quilombos distintos na mesma área. Essa medida visa garantir que ambas as comunidades sejam reconhecidas e beneficiadas pelas políticas públicas de regularização fundiária.


Para Danilo Moura, Conselheiro do Centro Palmares e membro da Rede Brasileira de Justiça Ambiental:

"A regularização fundiária dos quilombos e demais povos tradicionais é fundamental para salvarmos o clima e planeta. Em seus modos de vida esta a chave para reverter a crise climática e ambiental."


Também estiveram presentes na visita Elisangela Almeida do Centro Palmares e Ednaldo Azevedo, colaborador local, que contribuíram para o diálogo. A participação deles foi fundamental para aprofundar as discussões e buscar soluções conjuntas para os desafios enfrentados pelas comunidades.


A visita técnica representa um passo importante na luta pela regularização das terras quilombolas e pelo reconhecimento dos direitos das comunidades tradicionais. A SEPROMI e o INCRA reforçaram o compromisso de continuar trabalhando em parceria com os quilombolas para garantir a justiça da terra e a igualdade racial.

113 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page